Sua empresa investe em marketing? Se sua resposta for: “Sim! Temos propagandas em outdoors, fazemos folders e produzimos comerciais para rádio e televisão da cidade”, cuidado! Você está bastante ultrapassado.

Desde o anúncio da criação do primeiro site (http://info.cern.ch), em 1991, a internet nunca teve tanta importância como está tendo agora. E parte dessa relevância se deve às mídias digitais, que revolucionaram as formas de comunicação, consumo e relacionamento entre as pessoas. Já era de se esperar que essa nova realidade afetaria também o mercado, seja lá qual for.

É nesse novo cenário que surgiu o marketing digital, também conhecido como e-marketing ou web marketing. Basicamente, o marketing digital aproveita as novas técnicas e ferramentas disponibilizadas pela internet para promover determinada marca ou produto, se comunicando diretamente com o público.

Nesse ponto, não adianta responder novamente à pergunta do início deste texto com apenas: “Sim! Minha empresa tem uma página no Facebook!”.

Ter uma página no Facebook é extremamente importante, mas o universo do marketing no mundo digital é muito maior e engloba inúmeras plataformas, cada uma com uma característica diferente. Entre as opções estão: sites, blogs, redes sociais, newsletters, links patrocinados ou SEM (Search Engine Marketing), além de SEO (Search Engine Optimization), ou seja, a otimização da busca orgânica no Google, sem anúncios pagos.

O controle agora está com o consumidor

Antes de saber como investir no marketing digital, é preciso entender as mudanças no consumo provocadas pela internet. Se até pouco tempo atrás, o processo de venda pelas empresas começava quando o cliente entrava na loja; hoje tudo tem início dentro de casa.

Ao decidir comprar (ou notar o que está precisando adquirir), o consumidor agora tem novas ferramentas para escolher seu produto e a primeira delas começa com uma simples pesquisa no Google. O processo de compra ainda passa por visitas em páginas de diversas empresas, além de buscas por opiniões de outros consumidores.

Google on display of iPad and iPhone

E é exatamente em todo esse processo que sua empresa precisa estar! Ou seja, se o seu cliente em potencial faz uma pesquisa sobre um produto que tem na sua loja, é o seu site que ele precisa encontrar. Assim como ter uma boa reputação na internet pode garantir que você seja o escolhido para que a compra seja efetuada.

Todo esse poder adquirido pelo consumidor alterou o processo de produção de conteúdo de marketing das marcas. Se antes, o importante era divulgar a empresa, hoje é preciso atender bem quem já é cliente para conquistar novos consumidores.

E é aí que surge o papel dos profissionais de marketing, que precisam abusar da criatividade para buscar o engajamento necessário com o público-alvo. Bom atendimento, aliás, é a base do marketing digital e da nova maneira de consumir, que permite, inclusive, o sucesso mesmo de quem não tem um espaço físico. Exemplos disso são a Netflix, Uber, Amazon e Airbnb, que investem na combinação de baixo custo com atendimento eficaz para se tornarem referência no mercado.

Uber é a maior companhia de carros do mundo, mas não é dona de nenhum carro. A Amazon é a maior empresa de varejo do mundo, mas não possui nenhuma loja.
Wayne Arnold, diretor global da MullenLowe Profero

Um levantamento feito pela Economist Intelligence Unit (EIU), apontou que, em 2020, 80% dos meios de comunicação serão consumidos digitalmente. Segundo a pesquisa, no entanto, apenas uma em cada dez empresas (9%) no Brasil encontrou um modelo digital de sucesso comercial e duas em cada cinco têm uma estratégia de crescimento baseada no conteúdo digital (41%).

Mas afinal, como investir em marketing digital? Confira 5 dicas:

1) Invista em um site e, de preferência, em um blog

Ter uma página no Facebook é uma das formas de alcançar seu público-alvo, mas não a única. Embora a rede social esteja cada vez mais motivada em se tornar a nova internet, sua empresa não pode ficar limitada a ela. Por isso, crie um site para divulgar seus produtos e faça do Facebook apenas um meio de relacionamento com seus clientes.

No entanto, como vimos anteriormente, os consumidores de hoje não querem apenas “propaganda” do que desejam comprar, eles querem detalhes. E é aí que entra a necessidade de manter também um blog. É nele que você pode criar conteúdo para que seu cliente em potencial chegue até você.

2) Forneça conteúdo relevante

Seja no blog, nos e-mails marketing ou na sua página no Facebook, forneça conteúdo de qualidade que siga um contexto adequado para seu público-alvo. Para isso, o primeiro passo é entender quem são seus clientes (e clientes em potencial) e quais são os principais interesses deles. O que diferencia a sua empresa dos concorrentes? É isso que você tem que mostrar!

De acordo com o Exame.com, o consumidor, em média, presta atenção em alguma coisa por apenas cinco segundos (menos que um peixinho dourado de aquário, que tem atenção de nove segundos). Essa “distração” aliada a um universo de disputas por um espaço entre as marcas acaba ampliando ainda mais a necessidade em investir em conteúdo criativo e realmente interessante.
Uma das possibilidades é optar pela imagem e pela comunicação visual, que pode garantir mais fácil a atenção e gerar interesse do consumidor em apenas cinco segundos, ou até menos.

Lembre-se: o processo de compra não é o mesmo. Você precisa fugir da publicidade tradicional, mesmo que seja no campo visual, para ganhar a confiança dos consumidores.

Importante: Este conteúdo também pode ser transmitido através de mensagem de texto, especialmente por WhatsApp. O aplicativo superou outras formas de comunicação e já vem reduzindo o uso até mesmo de e-mails. Sabendo como utilizá-lo, pode ser uma ferramenta eficiente para chegar aos seus clientes.

3) Não esqueça do marketing pago

Não pense que as plataformas digitais serão uma forma de reduzir (ou zerar) os investimentos em marketing na sua empresa. Embora as ferramentas disponíveis na internet sejam gratuitas, na maioria das vezes, um bom resultado só será possível através do marketing pago.

E o que isso significa? O Facebook não cobra para que você crie uma página na rede social, mas uma divulgação eficaz da sua marca ou do seu produto só vai acontecer se você patrocinar suas postagens.

Portanto, crie uma estratégia e direcione parte dos recursos também para o marketing digital. Todas as plataformas das mídias estão empenhadas em oferecer anúncios para as marcas, principalmente porque sabem como oferecer um grande ROI para o seu negócio.

4) Aposte nos vídeos e nas transmissões ao vivo

Atualmente, os vídeos são o conteúdo mais consumido nos smartphones e tablets, seja através dos canais no Youtube ou pelo Facebook. Portanto, não perca essa oportunidade!

Em janeiro deste ano, o Facebook anunciou que atingiu a marca de 100 milhões de horas de vídeos assistidos. Foi sabendo desse potencial que a rede social investiu no recurso de ativar o vídeo, sem a necessidade de o usuário “apertar o play”.

Assim como os vídeos, as transmissões ao vivo se tornaram a nova aposta da rede social a partir de dezembro de 2015. Ainda de acordo com o Facebook, a ferramenta tem 3x mais visualizações do que os vídeos gravados.

Uma das principais vantagens é que os usuários recebem notificações quando uma nova transmissão é iniciada, ou seja, seu público é avisado que você possui um novo conteúdo.

5) Mensure os resultados

Diante de tantas possibilidades, você precisa dedicar parte do seu tempo para mensurar os resultados desse investimento. A pesquisa é um elemento fundamental no marketing digital para que novas estratégias sejam traçadas. Portanto, veja o comportamento do seu público em cada ferramenta e, se necessário, faça adaptações. A mensuração dos dados é importante até mesmo para quais foram os melhores horários que você atraiu seu consumidor e os melhores conteúdos.

As métricas podem ser acompanhadas através das próprias plataformas ou em sites que oferecem o serviço. Confira se as metas estipuladas foram alcançadas e se trouxeram resultados práticos para você, como aumento nas vendas. Se isso não aconteceu, uma nova estratégia precisa ser elaborada.

Podemos te ajudar a fazer seu negócio funcionar! Estou disposto a tirar suas dúvidas e analisar o seu projeto de acordo com esses erros comuns de execução. Me mande um e-mail em julio.viegas@sofist.com.br ou ligue em (19) 3291-5321 para conversarmos. Será um prazer ajudá-lo! =)