Ao desenvolver para mobile, são tantas opções e oportunidades de negócios, que podemos perder o foco e cometer alguns deslizes. Além disso, como a cada dia são vários novos aplicativos lançados disputando a atenção dos usuários, precisamos causar uma boa impressão para não parecermos apenas mais um ícone perdido na biblioteca dos celulares. No artigo de hoje, vamos falar sobre os erros comuns que podemos evitar para que nenhum desses dois casos aconteça com você!

Conteúdo não suportado por dispositivos mobile

Nem todos os tipos de vídeo podem ser reproduzidos em todos os dispositivos mobile existentes. Pode ser por terem restrições de licença que exigem a instalação de algum reprodutor específico ou pode ser pela resolução em que são apresentados não ser suportada pelo equipamento. Agora, imagine-se tentando jogar um game ou buscando conteúdo em apps de notícias, quando surge uma mensagem como essa:

Mensagem de erro: This video is not available on mobile / Add to playlist to watch it later on PC

Decepcionante, não é? Para evitar esse bloqueio na experiência, o Google Developers indica não usar um player de vídeo que não seja suportado por todos os dispositivos, como o Flash, que requer instalação. A plataforma também orienta considerar ter a transcrição do vídeo disponível, para garantir acessibilidade tanto a usuários que não podem reproduzi-lo quanto a pessoas que usam tecnologias de navegação assistiva.

Abuso de interstitials

Sabe aquelas publicidades ou formulários de inscrição que cobrem parcial ou totalmente o conteúdo ou página que você está visitando? Elas são chamadas de interstitials e podem não ser bem vistas pelo usuário mobile, afinal, numa tela reduzida como a de um smartphone, há grandes chances de todo o conteúdo ser coberto, como na figura abaixo:

formulário interstitials cobrindo a tela toda de um celular.

A navegação é imediatamente interrompida. Para evitar que isso aconteça, o Google Developers orienta seus desenvolvedores a usar um banner ou imagem HTML, que não cubra toda a tela, com link para download do produto oferecido, dessa maneira:

formulário interstitials cobrindo apenas parte superior da tela um celular.

Cuidado com SDKs de terceiros

O Software Development Kit (SDK), mais conhecido como “devkit”, é um conjunto de ferramentas de desenvolvimento e de códigos pré-gravados para serem usados pelos desenvolvedoresao desenvolver aplicativos mobile.

Embora SDKs ajudem na redução do tempo e esforço na programação, tome cuidado: o uso dessa ferramenta foi autorizado pelo seu autor? Você confia inteiramente na fonte desse SDK? Pegar um atalho sem confirmar as origens do kit pode gerar bugs e refações que vão atrapalhar, ao invés de facilitar o processo de desenvolvimento mobile do seu produto. Por exemplo, já tivemos experiências aqui na empresa onde a SDK utilizada ficava apresentando propagandas para os usuários, o que é muito incômodo. Outro caso curioso foi um que a SDK trafegava um volume de dados 3 vezes maior que o próprio volume trafegado pelas funcionalidades do app.

Escolha inadequada de plataformas

Considere também que alguns smartphones têm recursos limitados, como baixa memória, processadores não tão eficientes ou baterias que não duram nem um dia. Esses motivos podem fazer com que o celular trave ou até mesmo desligue durante a execução do seu app, gerando insatisfação no usuário. Para não ser associado a uma experiência frustrante, avalie as plataformas que seus clientes poderão usar e desenvolva para todas elas. Nós podemos te ajudar a testar isso aqui na One Day Testing.

usuário usando um aplicativo mobile em um tablet

O que devemos favorecer: monetização ou alcance de usuários? iOS ou Android? Além de pesquisar qual a plataforma que mais atende a seu público alvo (ou desenvolver para mais de uma), lembre-se que alguns usuários podem ter instaladas versões mais antigas dos sistemas operacionais. O que funciona bem no sistema Android pode não funcionar da mesma maneira em um iPhone, ou vice-versa, sem contar tablets e outros gadgets.

Reduzir o site para caber na tela do celular

Desenvolver mobile não significa apenas copiar um site versão desktop para um smartphone. Um site também não tem as mesmas características de interação de um aplicativo. Reduzir sua presença mobile a um mini site pode prejudicar a experiência do usuário, já que o tamanho da tela, os cliques e os tipos de uso de cada plataforma são absolutamente diferentes. Falamos sobre esse tema nesse artigo aqui, onde você pode aprender mais e avaliar o que mais vale a pena para o seu negócio.

Começar sem layout

A usabilidade e a interface são características fundamentais no universo mobile e ambas são determinadas pelo layout do seu app. Caso a programação comece antes de um alinhamento com a equipe de design, o trabalho poderá se atrasar em casos de alterações.

Caso a programação comece antes de um alinhamento com a equipe de design, o trabalho poderá se atrasar em casos de alterações.

Suponha que, no meio do processo, será necessário mudar um botão de local e trocar a interação dele com as próximas telas. Parece simples, mas essa alteração pode provocar mudanças na programação que poderiam ser evitadas se, desde o começo do projeto, o layout fosse considerado.

É como erguer uma casa: já imaginou subir as paredes antes de projetar onde exatamente cada uma delas deveria estar? Começar a desenvolver sem um layout pronto pode elevar o custo do projeto e o tempo de produção, além de limitar a liberdade de criação do designer, por ter que criar considerando as limitações de uma programação já desenvolvida. Não é só uma questão de “beleza”, mas também de usabilidade – um layout que não favoreça a experiência do usuário pode comprometer o produto final.

Desconsiderar experiências offline

Seu app depende exclusivamente da internet? Quando a conexão cai, o que acontece? Você pode ser lembrado como o produto transparente que avisa sobre o consumo de dados ou como o app malvado que acaba com a franquia de dados no primeiro dia. Por isso, outro erro comum ao desenvolver mobile é não considerar que, às vezes, o usuário estará offline. Saiba mais sobre esse tema aqui.

Depois de concluir a parte do desenvolvimento, você provavelmente vai começar a planejar o marketing e a divulgação do seu app. Neste artigo, dou dicas de ASO (App Store Optimization), para aumentar a visibilidade e fazer seu app aparecer nas buscas dos usuários. Confira!

E não se esqueça: se ainda tiver qualquer dúvida, a equipe da One Day Testing pode ajudá-lo fazendo todos os testes necessários para garantir a qualidade do seu aplicativo ou conteúdo mobile. Entre em contato comigo pelo e-mail bruno.abreu@sofist.com.br ou ligue (19) 3291-5321. Será um prazer ajudar!