Como evitar que sua plataforma digital seja alvo de ataques maliciosos?

15113123091_5123916704_b

Toda aplicação que pede o envio de dados pessoais do usuário pode se tornar alvo de pessoas mal-intencionadas. E o risco é ainda maior quando a plataforma envolve transações comerciais. O que fazer? Desistir do projeto? Não é porque existem ladrões na cidade que se deixa de abrir uma loja, concorda? É o mesmo princípio no ambiente digital.

Para corrigir brechas na segurança e blindar ao máximo sua aplicação, um bom começo é fazer uma auditoria de código. Revisar cada detalhe da programação e eliminar falhas que possam ter passado batidas durante o seu desenvolvimento é o primeiro passo.

Em seguida, é recomendável realizar um teste de penetração, também conhecido como pentest. Nele é simulada uma invasão de fonte maliciosa no site ou aplicativo. Fazendo o caminho inverso, é possível detectar de forma rápida e exata onde ele é mais vulnerável para então corrigir o que for necessário. A Forbes elencou nesse editorial outras razões importantes para se realizar um pentest. De forma similar, o teste de situações adversas examina a resposta da aplicação aos tipos mais comuns de ataque, como XSS, SQL Injection e Request Forgery.

Segurança total e irrestrita contra qualquer possibilidade futura de crime virtual é um sonho. Mas testar a solidez do sistema e criar barreiras que desencorajem a ação de malfeitores são medidas bem realistas e necessárias a qualquer projeto digital.

Aqui tem outros testes que devem ser realizados na sua aplicação para oferecer a melhor experiência possível aos usuários.