Um relatório da consultoria Strategy&, do grupo PWC, recentemente publicado, revelou que as mil empresas que mais investem em pesquisa e desenvolvimento (P&D) no mundo aplicaram US$ 679,8 bilhões em pesquisa no último ano.

Em 2010, os investimentos dessas mesmas empresas foram de US$ 508 bilhões. Houve, portanto, um crescimento expressivo no período, da ordem de 25,28%.

Essas mil empresas realizaram um faturamento de impressionantes US$ 16 trilhões, número próximo do PIB dos Estados Unidos que, em 2015, foi de US$ 17,9 trilhões.

Produtos eletrônicos lideram os investimentos em P&D com um total de US$ 163 bilhões, principalmente em função dos investimentos nos smartphones, o que pode ser percebido pelo fato de que a Samsung é a segunda empresa do mundo que mais investiu em pesquisa: US$ 12,7 bilhões.

Ela é seguida pela Amazon e pelo Google, Intel e Microsoft. Todas elas com mais de US$ 12 bilhões de investimentos e todas ligadas ao mundo digital: computação, software e Internet. A Apple está em 11º lugar, tendo investido US$ 8,1 bilhões.

O curioso é que a campeã em investimentos foi a Volkswagen que aplicou US$ 13,2 bilhões em pesquisa tecnológica.

O setor de produtos de saúde, principalmente medicamentos, realizou investimentos de US$ 159 bilhões e em terceiro lugar está a indústria automotiva com investimentos significativamente menores, da ordem de US$ 105 bilhões.

Contudo, em apenas dois anos esse quadro estará completamente mudado. As estimativas dão conta de que em 2018 a indústria de produtos de saúde, especialmente de medicamentos, esteja investindo US$ 165 bilhões e liderando as aplicações em pesquisa.

Computação e produtos eletrônicos irão reduzir os investimentos para US$ 159 bilhões e estarão em segundo lugar. Por outro lado, os setores de software e tecnologias ligadas à Internet irão saltar de US$ 88 bilhões em 2016 para US$ 129 bilhões, e estarão em terceiro lugar.

As 20 empresas que mais investem em pesquisa tecnológica

20 empresas que mais investem em pesquisa tecnológica

Essas são as 20 empresas que mais investem em pesquisa tecnológica

O setor de serviços e as tecnologias a ele associadas irão manter sua atual trajetória ascendente em termos de investimentos em pesquisa. Já a participação relativa da produção de bens físicos será menor, com exceção do setor de medicamentos.

Em 2010, 50% ou mais dos investimentos em P&D tinham como objetivo o desenvolvimento de produtos físicos. Em 2015 esse número caiu para 42% e a tendência é de redução contínua desse número caindo para 32% em 2020.

A América do Norte representa US$ 297 bilhões do total de US$ 679,8 investidos em P&D. Esse valor está fortemente concentrado nos Estados Unidos. Das mil empresas consideradas pelo estudo, 381 estão na região, mas apenas 9 no Canadá e 372 nos EUA.

Os investimentos em pesquisa e desenvolvimento na América do Norte cresceram 8% entre 2015 e 2016. Já na Europa eles caíram 9% no mesmo período, ficando em US$ 182 bilhões. Da mesma forma, os investimentos em P&D caíram 8% no Japão, ficando em US$ 101 bilhões. No resto do mundo, os investimentos caíram 3% ficando em apenas US$ 53 bilhões.

Na China os investimentos em P&D estão crescendo. Em 2015 eles foram 19% maiores do que em 2010 e atingiram US$ 47 bilhões. No entanto, em valores absolutos esses investimentos são menos da metade dos valores investidos no Japão e um quinto dos investimentos nos EUA. Isso significa que a produção chinesa ainda não estará concentrada em produtos de alto valor agregado, pelo menos no horizonte dos próximos cinco anos.

Apenas três empresas brasileiras estão na lista das 1000 empresas que mais investem em P&D: a Petrobrás (224ª posição do ranking), a Vale do Rio Doce (265ª no ranking) e a Embraer (562ª no ranking).

O estudo “2016 Global Innovation 1000” aponta ainda as 10 empresas mais inovadoras. Entre elas estão diversas empresas que não constam na lista das 20 maiores investidoras, como a 3M, em terceiro lugar, a Tesla, fabricante de carros elétricos e baterias de alta performance em quarto, o Facebook em sétimo, a General Eletric na nona posição e a IBM no décimo lugar da lista.

As 10 empresas mais inovadoras

10 empresas mais inovadoras

Em 2010, mais metade das mil maiores empresas do mundo gastavam 50% ou mais dos investimentos em P&D no desenvolvimento de produtos. Em 2015 esse número caiu para 42% e a tendência é de redução contínua desse número caindo para 32% em 2020.

Em contraste com essa tendência, os investimentos no setor de serviços se elevaram de 37 para 39% e os investimentos em software se elevaram de 17% em 2010 para 21% em 2015 devendo alcançar a 24% do total de investimentos em P& D em 2020.