Uma pesquisa realizada pela Harvard Business Review, revista da renomada Universidade de Harvard, aponta que 70% dos projetos de TI são entregues fora do prazo, e grande parte deles são projetos de software.

Seja no desenvolvimento de uma nova solução, uma nova versão ou um novo recurso, parece que as pessoas já se acostumaram que este tipo de projeto nunca será entregue na data prevista. O problema é que projetos atrasados costumam envolver uma série de outras questões prejudiciais ao negócio, extrapolam o orçamento, a agenda dos colaboradores e prejudicam o planejamento de quem depende desta entrega.

Mas porque esses projetos atrasam? O que fazer para evitar este tipo de situação? Listamos abaixo 5 dos principais motivos que fazem projetos de software atrasarem, com dicas de como evitar esses problemas:

1. Escopo mal definido

Dentre as primeiras fases de qualquer projeto está a definição do escopo do projeto. Neste escopo são identificadas as necessidades dos clientes e usuários e o analista detalha como deverá ser desenvolvida a solução.

Quando o escopo não é bem definido, há grandes chances de o projeto atrasar. Um escopo pode ser problemático quando o analista não consegue transmitir claramente para equipe de desenvolvimento o que realmente é necessário, ou quando fez um entendimento errado da real necessidade do usuário final.

O problema é ainda maior quando os usuários não são envolvidos na etapa de construção da solução, então muitas vezes a falha no escopo é percebida quando todo o desenvolvimento já foi realizado, e os usuários só percebem nos últimos testes, obrigando a equipe a refazer a maior parte do código.

Para evitar que falhas no escopo sejam prejudiciais ao prazo do projeto, valide com os usuários antes de iniciar o desenvolvimento, e envolva-os durante todas as fazes da construção do software, pedindo para que testem e confirmem se era o que realmente estavam esperando.

Outra opção, é quebrar o escopo em incrementos pequenos e que entregam valor, utilizando metodologias ágeis de gestão de projeto (como SCRUM).

2. Análise de riscos malfeita

Esta é outra etapa importante em projetos e que muitas vezes é negligenciada. Muitos projetos de software atrasam por problemas inesperados no meio do processo, mas que poderiam ter sido facilmente previstos com uma análise de riscos antecipada.

Quando é realizada uma análise de riscos, o gestor tem condições de avaliar todas as possibilidades que podem prejudicar o andamento do projeto e comprometer seus prazos e o orçamento. Ao fazer essa análise, a equipe tem condições de se antecipar aos riscos, criando planos de contingencia para cada tipo de situação.

teste-de-software

Entre projetos de software, os riscos mais comuns estão relacionados a mão de obra, quando um ou mais integrantes deixam a equipe durante o processo. Por isso, é preciso identificar quais são as pessoas chave que podem comprometer os prazos e ter algum plano de contratação imediata, seja de um novo colaborador ou uma empresa terceirizada.

Outro risco comum em projetos de software são os próprios bugs. Uma análise do que pode dar errado e o que acontece se der é crítica para um projeto sem dor de cabeça. Este outro post mostra alguns exemplos de coisas que deram errado e o impacto gigantesco que tiveram.

3. Falta de sinergia entre a equipe

Equipes que não trabalham em sinergia tendem a ter um rendimento ruim e apresentar muitas falhas durante um projeto de software. Isto acontece porque a falta de sinergia prejudica a comunicação e a preocupação entre uma equipe em ajudar a outra.

Quanto mais próximas as equipes trabalharem, maior tende a ser a produtividade em prol de um único objetivo, que é de entregar o projeto com a qualidade esperada, dentro dos prazos e custos estimados.

comunicação entre equipes remotas

Para melhorar a comunicação e a sinergia entre os times, crie metas globais que envolvam todos, incentive a comunicação através de reuniões (conversas) rápidas e frequentes e ferramentas de colaboração, e sempre que possível ofereça algum tipo de premiação para o atingimento dos objetivos do projeto.

4. Falta de liderança

Outro fator fundamental é a presença a o acompanhamento constante dos líderes, especialmente do gestor do projeto.

O líder precisa acompanhar cada membro do time para garantir que todas as atividades sejam entregues no prazo e com a qualidade esperada. Um bom líder também precisa ter capacidade de se antecipar às falhas e criar maneiras de corrigir qualquer contratempo no meio do caminho.

Utilizar metodologias ágeis como o SCRUM pode ser interessante para facilitar o acompanhamento do projeto e a comunicação da equipe, sem tomar tempo com longas reuniões que não costumam ser muito produtivas.

5. Falta de testes, ou testes mal realizados

A falta de testes do software ou testes mal realizados aumentam significativamente os riscos de uma entrega ruim, de softwares com bugs, instáveis ou softwares com problemas de performance.

É preciso que os testes da solução sejam realizados com muito cuidado, analisando todos os aspectos importantes do software, como desempenho, segurança e usabilidade.
Quando um software é entregue com problemas, além de aumentar a insatisfação de clientes e usuários, o tempo para correção dos erros é maior. Quando os problemas são detectados na fase de testes, há tempo de a equipe identificar as possíveis falhas e corrigir antes que comprometa o prazo de entrega, evitando custos adicionais e aumentando a qualidade da solução.

Considerações finais

Todos os maiores problemas causadores de atrasos em entregas de software podem ser facilmente contornados com uma boa gestão do projeto e uma equipe capacitada e comprometida com o resultado final.

A fase de testes é a última etapa que comprova que todas as demais fases foram cumpridas com êxito, e garante uma entrega de qualidade e a satisfação dos clientes e usuários. Por isso, essa etapa deve ser realizada por profissionais altamente capacitados e comprometidos com a qualidade.

A terceirização da fase de testes com uma empresa especializada pode ser uma alternativa para que profissionais experientes possam fazer uma avaliação de acordo com metodologias de mercado comprovadas, oferecendo também uma visão completa e imparcial da solução.

Nós da One Day Testing estamos à disposição para analisar o seu projeto e te ajudar a ter certeza que ele vai ser entregue a tempo — e sem falhas. Me mande um e-mail em julio.viegas@sofist.com.br para conversarmos. =)