A internet é democrática. Hoje, qualquer pessoa pode publicar conteúdos na web, criar seu próprio site e utilizar ferramentas por conta própria para analisar se ele está funcionando bem. A democratização da informação, afinal, era a proposta inicial de Tim Berners-Lee, ao criar a web em 1989.

Hoje, com apenas alguns cliques, gestores e desenvolvedores podem verificar possíveis oportunidades de melhorias em seus projetos digitais. Ferramentas gratuitas de validação prometem às empresas a possibilidade de testar alguns aspectos de seus sites e fornecer análises sobre a qualidade das páginas em determinados aspectos. Contudo, eu gostaria de levantar uma questão: será que elas são suficientes para diagnosticar a “saúde” do seu site de maneira precisa?

Embora essas ferramentas sejam referências para muitos profissionais, elas costumam apresentar uma análise superficial, que não garante um diagnóstico preciso. Para obter um panorama completo e realista sobre um site, é preciso contar com profissionais especializados em testes.

Vamos aprofundar um pouco mais esse assunto? Acompanhe o texto para conhecer melhor essas ferramentas e por que é importante contar com especialistas para analisar o seu site.

O que essas ferramentas “self-service” oferecem?

Se você trabalha no ramo de tecnologia, principalmente com sites e aplicativos, provavelmente já ouviu falar de ferramentas gratuitas que prometem ajudar os desenvolvedores a otimizarem seus sites. Elas se propõem a analisar pontos críticos para a experiência do usuário, como velocidade de carregamento das páginas e acesso pelo celular. Estou falando de ferramentas como estas:

Ao receber uma solicitação de análise, as ferramentas rastreiam as páginas em busca de possíveis falhas e oportunidades de melhoria, gerando um diagnóstico em um relatório final. Porém, ainda que pareça fácil e descomplicado, é importante estar ciente das limitações que essas ferramentas possuem ao validar um site.

Quais são as limitações das ferramentas gratuitas?

Vamos a um exemplo prático: um estudo do site AbsentData, por exemplo, mostrou que é preciso ter cautela ao usar ferramentas como o PageSpeed Insights.

Ao analisar alguns sites com grande volume de tráfego, como Amazon, Buzzfeed, Booking e CNN, o estudo apontou uma correlação baixa entre a velocidade de carregamento e a pontuação dada pela ferramenta. Um site como o da Amazon, por exemplo, é super veloz (0,726 segundos), mas recebeu, na época da avaliação, uma pontuação baixa (62/100).

Foto: AbsentData (Adaptado)

Segundo o estudo, isso provavelmente acontece porque o PageSpeed considera variáveis independentes da rede que podem afetar o desempenho da página, como a configuração do servidor, a estrutura HTML e o uso de imagens e Javascript. Porém, não entra nessa avaliação, por exemplo, a tecnologia usada, como o CDN ou o carregamento assíncrono, o que pode mascarar a pontuação, que atuam de suas respectivas maneiras para auxiliar em um carregamento mais rápidos dos sites.

Foto: AbsentData

 

O blog WP Rocket também explica que o funcionamento da ferramenta, embasado na tecnologia Lighthouse, tem alguns pontos cegos.

Segundo o blog, os testes do PageSpeed são feitos com base em uma conexão 3G, em uma localização de servidor desconhecida e em um smartphone intermediário. Esses fatores podem proporcionar uma visão irreal sobre o seu site. Se o seu público reside em uma área com conexões mais rápidas, por exemplo, o teste não reproduz a realidade do seu negócio.

Outro exemplo seria a ferramenta Mobile Friendly Test, que avalia se um site é compatível com dispositivos móveis. Isso é muito importante pois, de acordo com o Google, a experiência mobile vem se tornando cada vez mais relevante em termos de posição em buscas orgânicas. Deste modo, a ferramenta diz se seu site é ou não mobile friendly e dá a você alguns insights do que pode ser melhorado.

Ao receber um feedback da ferramenta de que seu site é de fato mobile friendly, você se daria por satisfeito, certo? Porém, além de dar um feedback geral e apontar alguns problemas no carregamento do site ― que podem envolver páginas que não carregaram ou problemas com Javascript ― a ferramenta não vai muito além disso.

Agora pense: e se a versão mobile da sua página apresentasse uma quebra de layout ou uma falha num dos seus botões mais críticos bem na hora em que fosse acessada pelo smartphone que mais traz tráfego para seu site? É muito provável que a ferramenta não consiga chegar nesse nível de detalhe. E cá entre nós: um site mobile que oferece uma experiência ruim em dispositivos móveis não é realmente mobile friendly.

Perceba que, embora essas ferramentas tragam insights válidos, é preciso olhar criticamente para seus diagnósticos. Essa visão é necessária pois elas possuem limitações que levam a uma análise superficial, já que podem não cobrir pontos cruciais para o site ao utilizar um método que não condiz com a sua realidade.

Isso significa que você não obtém um diagnóstico preciso sobre todas as falhas e oportunidades de melhorias que podem ajudar a oferecer uma melhor experiência em seu site. E o que acontece quando as informações que você recebe da análise são incompletas ou imprecisas? As decisões que você toma com base nelas têm mais chances de serem equivocadas.

“E agora? Como validar a qualidade do meu site da maneira correta?”

Tudo que expus acima leva à uma conclusão: uma análise completa e aprofundada em nível de detalhes só é possível quando feita por profissionais especializados em testes. Entenda agora o porquê:

Visão de fora

Primeiramente, é preciso entender a importância da visão de fora que especialistas como profissionais de testes trazem para a análise do seu site. Se você é o desenvolvedor ou criador de um projeto digital, já está cansado de olhar para as páginas que você mesmo desenvolveu, não é? Por isso, é provável que alguns pontos possam passar despercebidos durante sua validação, e isso acontece por conta do “olhar viciado” que você possui sobre seu próprio produto.

Por outro lado, uma equipe de testes traz ao projeto um olhar não viciado, mas ainda assim especializado, mitigando o risco de que algum problema passe batido e seja percebido pelos usuários. O objetivo é identificar os desvios de comportamento e as melhorias que podem ser implementadas para que o site ofereça uma ótima experiência. Afinal, você não quer que os problemas sejam encontrados pelo usuário final na hora do uso, não é?

Análise global

Além disso, os profissionais de testes fazem uma análise global do seu site. Enquanto as ferramentas focam em apenas um fator (a velocidade, por exemplo), profissionais especializados analisam todos os elementos que podem impactar o seu desempenho.

Lembre-se do exemplo que dei sobre o Mobile Friendly Test: o trabalho de um especialista não valida apenas se seu site é amigável ao usuário mobile, mas também se existem questões que podem impactar sua experiência de uso em uma situação real e, em muitos casos, em diferentes tipos de aparelhos e dispositivos.

Ou seja, a preocupação é com a performance do site em geral e a interação entre os elementos, e não com apenas um fator específico.

Profundidade

Testes profissionais possuem várias vertentes, como a análise de funcionalidade, de portabilidade, de acesso em conexões lentas e de situações adversas.

Como o seu sistema se comporta com um grande volume de acessos? E como responde a uma tentativa de ataque virtual? Questões como essas são abordadas com profundidade em testes profissionais, mas não nas ferramentas que citamos acima. Assim, com todos esses níveis de análise, é possível obter um diagnóstico muito mais completo sobre o seu site, focado nas suas demandas.

Além disso, especialistas podem combinar testes manuais e automatizados. Dessa forma, a inteligência humana, capaz de validar aspectos subjetivos, e a inteligência da máquina, que garante mais agilidade e precisão ao processo, complementam-se na análise do site (sobre este assunto, falaremos em um texto futuro 😉).

Após tudo o que eu disse neste artigo, ressalto: essas ferramentas, ainda que prometam rapidez e facilidade, não têm a precisão que uma equipe especializada em testes oferece. Com um trabalho profissional você obtém uma visão aprofundada e completa sobre o seu site, evitando a frustração do usuário e oferecendo a melhor experiência.