Sabemos que para profissionais de qualidade de software o conhecimento técnico é essencial para o desenvolvimento do seu trabalho, pois sem ele é praticamente impossível seguir na carreira. Por isso é tão comum encontrarmos cursos e formações técnicas voltadas para esses profissionais, e isso é incrível! 

Mas você já parou para pensar quais são as habilidades comportamentais esperadas de um excelente profissional de qualidade de software?

Nós temos a resposta e vamos te contar! 

Na Sofist realizamos semestralmente uma avaliação de desempenho com todos os nossos profissionais e fizemos um estudo para levantar as habilidades técnicas e comportamentais necessárias no dia a dia de um bom QA.

O mais curioso é que, nas três grandes áreas de atuação dentro da Sofist (testes humanos, automatizados e de carga e stress), há 10 habilidades comportamentais comuns. Ou seja, para ser um profissional excepcional, além de ser bom tecnicamente, você também precisa se desenvolver em habilidades que vão te ajudar a encarar os desafios com mais assertividade e a realizar entregas cada vez melhores

Vamos te apresentar uma a uma as habilidades comportamentais e explicar porque elas são importantes para um excelente QA. 

Comunicação

Sabemos que falar em comunicação é “chover no molhado”, afinal essa é uma habilidade essencial para praticamente todas as carreiras. Mas para ser um profissional de qualidade software excepcional você precisa muito mais do que “falar bem”. 

Também é necessário saber ouvir (o que chamamos de escuta ativa), argumentar e, principalmente, adequar a sua comunicação ao interlocutor, ou seja, se fazer entender tecnicamente independente da pessoa com quem você estiver falando. Um profissional de QA diferenciado é aquele com um perfil consultivo e que consegue entregar valor ao projeto expondo a sua opinião sobre os desafios encontrados. Por isso desenvolver a comunicação é tão importante. 

Além disso, o profissional de qualidade está o tempo todo praticando a sua comunicação escrita, então estar antenado nas regras gramaticais e escrever de maneira clara e coesa são práticas essenciais para o sucesso na carreira. 

A dica para desenvolver essa habilidade é: pratique muito! Essa é a única maneira de desenvolver uma comunicação cada vez melhor e mais qualificada. Se disponibilize para conduzir ou participar de reuniões, kickoffs e alinhamentos, peça feedback a um colega sobre a sua comunicação e encare os pontos de melhoria levantados como oportunidades de desenvolvimento e aprimoramento.

Planejamento e Acompanhamento

Muito mais do que entender os objetivos de uma entrega, um profissional de qualidade excepcional precisa saber planejar as demandas, priorizando o que é esperado pelo cliente e se adaptando às mais diversas metodologias de trabalho ágil.

Você pode entender a intersecção entre metodologias ágeis e o mundo da qualidade neste artigo: Agile Testing – Transformando a atuação de testadores em times de desenvolvimento

Além disso, é extremamente importante saber como acompanhar as atividades realizadas por você e o time, sempre com o foco na cultura de qualidade. 

Se você ainda conseguir administrar o tempo, identificando possíveis atrasos e impedimentos e trabalhando para minimizar riscos nos projetos, você se destacará ainda mais.

Visão Sistêmica

Você pode se perguntar: “mas afinal o que significa ter uma visão sistêmica?” Podemos resumir essa habilidade na capacidade que um profissional possui de entender o desafio na totalidade, compreendendo como suas atividades impactam no resultado esperado pelo cliente.

Um QA excepcional precisa compreender a visão técnica e de negócio do projeto onde atua, percebendo as atividades necessárias, os riscos e as oportunidades. Só assim você poderá identificar inconsistências antecipadamente e propor soluções para melhoria contínua.

Um QA excepcional precisa compreender a visão técnica e de negócio do projeto onde atua, percebendo as atividades necessárias, os riscos e as oportunidades.

Uma boa maneira de exercitar a sua habilidade de visão sistêmica é atuando ativamente na preparação e produção de reports e relatórios que demonstrem o valor gerado com a qualidade de software, se preocupando em entender e levantar informações e dados que vão, de fato, impactar o negócio e o projeto.

Negociação 

Um profissional que sabe negociar bem certamente terá oportunidades de se destacar em qualquer trabalho. Para um profissional de QA, essa habilidade também fará muita diferença.

Por isso, tão importante quanto ser bom tecnicamente é saber usar a comunicação para chegar a um consenso junto aos envolvidos quando há um problema a ser resolvido. Você será capaz de fazer isso se souber argumentar com propriedade e preparo, ouvindo o seu interlocutor, planejando e organizando informações antes de iniciar a negociação, sempre demonstrando flexibilidade para chegar ao melhor cenário para todos.

Sugestão de livro que vai te ajudar a desenvolver essa habilidade: “Negocie como se a sua vida dependesse disso”, do autor Chris Voss, um ex-agente do FBI que ensina algumas técnicas de negociação e convencimento de pessoas.

Liderança

Engana-se quem pensa que a habilidade de liderança é importante única e exclusivamente para um gestor ou para alguém que está a frente de uma equipe. Essa competência permite que você, como um profissional de QA, consiga manter uma postura empática em relação aos colegas de trabalho e de projeto e ainda ajuda a construir um ambiente de segurança psicológica, em que todos se sintam seguros em criar e tentar soluções novas sem medo de errar. 

Por falar em segurança psicológica, em 2012 o Google realizou um estudo denominado Projeto Aristóteles, com o objetivo de entender como formar uma equipe perfeita. Nessa análise foi descoberto que oferecer um ambiente de trabalho seguro, em que você pode agir e falar sem medo de ser repreendido é um dos fatores de sucesso para um time.

Sendo assim, você pode colocar essa habilidade em prática ouvindo e acolhendo as ideias dos seus colegas de trabalho e, a partir delas, encontrar a melhor solução para os desafios do dia a dia. 

Será ainda mais incrível se você compartilhar suas experiências e auxiliar integrantes do time a se desenvolverem tecnicamente sempre que identificar uma oportunidade, independente do seu nível de conhecimento. Desenvolvendo essa habilidade, você irá se responsabilizar pelas suas atividades e entregas do dia a dia e apoiará o time, visando sempre gerar impactos positivos na cultura de qualidade e na carreira de seus colegas.

Proatividade

Ideias e sugestões só possuem valor se tiradas do papel, e, para isso, é preciso muita proatividade e protagonismo. Um profissional de qualidade precisa ter interesse genuíno em aprender, afinal a atuação se dá em um mercado amplo e que muda constantemente, e há sempre uma tecnologia nova que você pode aprender. 

Além disso, conseguir antecipar necessidades e tomar ações ativamente, buscar identificar oportunidades de inovação, propor melhorias e não ter medo de errar são características importantes para esse profissional.


Sugestão de livro para te ajudar a desenvolver essa habilidade: “Mindset: a psicologia do sucesso” de Carol Dweck, em que a autora dá o seu ponto de vista sobre como o sucesso pode ser alcançado pela maneira como lidamos com os nossos objetivos.

Trabalho em Equipe e Relacionamento Interpessoal

Mais uma habilidade que é comum na lista de necessidades de qualquer profissional, mas quando pensamos em um profissional de qualidade de software é impossível deixá-la de fora. 

O trabalho de um QA nunca acontece sozinho – você sempre estará envolvido em um time ou squads multidisciplinares e, muitas vezes, será você a pessoa responsável por levantar questionamentos e debates sobre a cultura de qualidade. Por isso, saber proporcionar um ambiente saudável e positivo entre todos os envolvidos é de extrema importância, afinal isso ajuda a construir uma equipe que possui confiança para expor seus pontos de vista sem desvalorizar os dos outros e respeitando as diferenças. 

Dica extra: essa habilidade pode te ajudar a quebrar aquela antiga rixa entre QAs e desenvolvedores. Leia mais sobre como é importante integrar desenvolvedores e profissionais de qualidade e estreitar a relação entre eles para melhores resultados em projetos.

Atenção e Foco

Essas são habilidades cada vez mais difíceis de encontrar em profissionais, afinal vivemos em um mundo hiper conectado e lotado de informações. Mas é impossível imaginar um excelente profissional de qualidade de software sem atenção e foco, afinal ter atenção aos detalhes, dedicar tempo para entender profundamente o objetivo de uma entrega e não se perder no volume de demandas são essenciais para o trabalho do QA.

Sendo assim, desenvolver essas habilidades, de forma conjunta, te farão ser um profissional ainda mais qualificado.

Dica extra: você sabia que existem exercícios que te ajudam a desenvolver ainda mais a habilidade da atenção e foco? Com uma pesquisa rápida na internet você conseguirá encontrar várias sugestões de exercícios, escolha um que você goste e pratique.

Resiliência

Tá aí mais uma palavra que está na moda. Mas o que é, de fato, um profissional resiliente? 

É aquele que sabe administrar bem os momentos de crise, com maturidade e capacidade de persistir diante dos desafios para finalizar uma entrega.

Os profissionais de qualidade vivem muitos momentos em que os envolvidos possuem divergências de opiniões, inclusive técnicas, e é neste contexto em que a capacidade de ser resiliente certamente fará diferença. Se você souber colocar essa habilidade em prática no seu dia a dia, certamente será um profissional diferenciado. 

Vamos a um exemplo de como colocar essa habilidade em prática? Imagine um cenário em que apareça uma exigência inesperada e top down, ou seja, em que não há possibilidade no momento para uma construção coletiva. Reagir de maneira resiliente a essa situação é ter claro qual é o seu propósito e qual o objetivo central da sua entrega. A partir desse entendimento foque em atitudes assertivas em busca da solução do problema e não na discussão dele e, por fim, seja adaptável e tenha flexibilidade para entender os diferentes pontos de vista. 

E aí, somente após a demanda ser atendida, procure os envolvidos para discutir (olha a comunicação aí de novo) como evitar que a situação se repita.

Gestão de Risco

Gestão de risco é a capacidade de avaliar e antecipar os riscos técnicos (e não técnicos também) nos desafios diários, seja no projeto de atuação, junto ao cliente ou ao time.

Sendo assim, um QA fora da curva é aquele que consegue pensar e ponderar antes de agir, analisando os cenários e as variáveis antes de tomar decisões que impactam diretamente o projeto. Aqui entra também a capacidade de priorização, uma vez que é necessário entender quais das suas demandas são prioritárias e até mesmo saber como orientar um cliente na resolução de seus desafios mais urgentes.

Você pode ter uma maior visibilidade da importância dessa habilidade em um profissional de qualidade de software no texto do blog: Teste de Software é gestão de risco.

E mesmo que você esteja em um nível técnico em que ainda não toma decisões, você pode colocar essa habilidade em prática, colaborando ativamente nas soluções de problemas e comunicando todos os envolvidos sempre que encontrar um desafio que não consegue administrar sozinho. 


E aí? Se identificou com as habilidades comportamentais descritas aqui? 

Não se preocupe se você considerar que ainda precisa desenvolver algumas delas, afinal, como toda habilidade, você pode aprender e treinar. A vida do profissional de tecnologia é isso: uma constante evolução técnica. E agora você também sabe da importância da melhoria contínua nas habilidades comportamentais.  

O importante é reconhecer onde estão as suas maiores dificuldades e procurar cursos, formações e leituras para se desenvolver e se tornar cada vez um profissional incrível. Nem só de competências técnicas vive um QA!

Recado final: quer integrar um time repleto de especialistas em qualidade de software, onde você vai poder colocar em prática suas habilidades e conhecimentos, além de se desenvolver muito? Temos vagas na Sofist!

Clique abaixo e veja com quais das nossas oportunidades você mais se identifica!