Sabemos que entregar produtos e serviços com qualidade, atualmente, não é mais um diferencial e sim uma obrigação. Essa necessidade tem muito a ver com o conceito de Quality Assurance (QA) e, se ele não é familiar para você, muito provavelmente sua empresa está perdendo clientes para seus concorrentes.

Pode ter certeza que aqueles consumidores que utilizam seus produtos e serviços não devem estar muito satisfeitos se sua empresa não abraça uma ideia de qualidade em seus processos. Afinal, sabemos o quanto a experiência do cliente é um fator decisivo no cenário atual, não é mesmo?

Hoje, o cliente é extremamente crítico, informado e reverberador. Isso quer dizer que a falta de qualidade não afeta apenas o relacionamento: uma experiência ruim pode ser compartilhada e gerar uma reação negativa em cadeia, o que é extremamente desastroso para a imagem da empresa, sua credibilidade frente aos clientes, vendas futuras e, claro, faturamento.

Percebe a seriedade das consequências de não entregar a qualidade esperada pelos seus usuários?

Neste artigo queremos fornecer insumos para evitar este tipo de problema. Conheça aqui o que é Quality Assurance, benefícios, táticas e comparações fundamentais para não perder mais nenhum cliente devido à uma experiência ruim.

Vamos lá? Boa leitura.

O que é Quality Assurance?

Segundo a American Society for Quality, QA significa: 

“As atividades planejadas e sistemáticas implementadas em um sistema de qualidade para que os requisitos de qualidade de um produto ou serviço sejam atendidos.”

Essa é a definição do termo completo, mas precisamos compreender as partes que o formam.

A ideia do uso de produtos digitais é, em sua essência, facilitar a vida do usuário. As categorias vão de aplicativos financeiros, e-commerces até entrega de comida. Tudo para agilizar processos que, normalmente, tomam grande parte do tempo, já limitado, do consumidor atual.

Hoje, conseguimos pagar contas, jogar, comprar, monitorar e gerenciar através de um aparelho que cabe na palma da mão. O problema, no entanto, é que nem sempre inovação e tecnologia andam juntas com qualidade.

Você, com certeza, já deve ter acessado um aplicativo de controle financeiro, por exemplo, que promete facilitar sua vida com 53 funcionalidades extremamente robustas. Mas, durante o uso, 15 delas não funcionam no seu aparelho, 10 estão em manutenção, 15 estão com bugs e 5 são tão complexas que você não sabe mexer. As 5 que restaram, você nem ao menos precisava.

É um exemplo exagerado? Sim. Mas é aí que mora a frustração digital e, com ela, lá se foi a praticidade do app.

A qualidade de um serviço digital, portanto, está ligada diretamente à facilidade de uso gerada. Tanto em relação ao objetivo do produto, como no uso e na estabilidade do mesmo.

Podemos concluir, portanto, que prover a qualidade de um produto digital é satisfazer as necessidades e expectativas dos clientes em relação a pontos como:

  • funcionalidades;
  • design;
  • confiabilidade; 
  • durabilidade;

Quality Assurance

Quality Assurance significa, portanto, garantia de qualidade. O termo por si só é auto explicativo, mas, como vimos o que significa qualidade de um produto digital, vamos analisar também o segundo termo: GARANTIA.

Podemos garantir algo quando temos completa certeza que em quaisquer cenários aquilo será atendido como prometido. Por exemplo, podemos garantir, com toda certeza, que uma casa construída com todas as determinações corretas de um bom engenheiro não enfrentará problemas estruturais.

Mas não podemos garantir que ela não sofrerá desgastes no decorrer dos anos de uso.

Isso quer dizer que você só pode garantir algo que seja completamente livre de riscos. Caso contrário a sua reputação estará em cheque.

A garantia de qualidade, portanto, é o estabelecimento e manutenção de um nível de qualidade desejado em um produto ou serviço que pode ser honrado pela empresa.  

Veja também: 4 Grandes Tendências De Ti E Os Desafios Para A Área De QA.

Quality Assurance X Quality Control 

Importamos diversos termos utilizados em outros países e, em alguns casos, há uma confusão ao aplicá-los no nosso cotidiano. Quality Assurance e Quality Control são exemplos desta questão.

Diferente do que muitos acreditam, os termos não se referem à mesma informação. Quality Control é o controle de qualidade, e QA, como vimos, é a garantia. Montamos uma pequena tabela abaixo para exemplificar as principais diferenças.

Quality AssuranceQuality Control
Focada nos processosTrata do produto 
ProativoReativo
Prevenir defeitosEncontrar defeitos
Staff Line – Relacionado a funções como assessoria, análise, suporte, planejamentoLigado a operações diárias (compras, fabricação, vendas)

Podemos dizer, portanto, que Quality Assurance estabelece e implanta a qualidade do produto através do monitoramento dos processos. Fornece dados para adequações na infraestrutura e claro, gera dados para aumentar o conhecimento do desenvolvedor. 

Já o QC trata de uma estratégia mais pontual, relacionada à funcionalidade do produto. Ou seja, as técnicas que envolvem o controle de qualidade são reativas e corretivas e da garantia de qualidade são preventivas e proativas.

As atividades também são completamente diferentes:

Quality AssuranceQuality Control
Definindo ProcessoTestes
Identificação e implantação de ferramentasInspeção
Estabelecer Padrões de Qualidade e ProcessosRevisão do ponto de verificação

SQA X Teste de Software

O QA e QC podem ser aplicados em quaisquer produtos ou serviços. A título de informação, ao falarmos mais especificamente de softwares, e alguns produtos digitais, o Quality Assurance transforma-se em SQA (Software Quality Assurance). E o Quality Control em Teste de Software.

Vale ressaltar, no entanto, que Quality Control não é uma estratégia contrária ao QA. Eles são, na verdade, complementares e um planejamento robusto de Quality Assurance inclui automaticamente testes de software e estratégias de controle de qualidade.

Melhores práticas de Quality Assurance

Quality Assurance projeto

1 – Desenvolva um Plano de Gerenciamento da Qualidade do Projeto

Neste plano é fundamental estabelecer os níveis de qualidade, equipe responsável, ferramentas, indicadores, técnicas (Nível CMMI, Modelo de maturidade de teste, etc.) e prazos.

2 – Realize auditorias frequentemente

A auditoria é a melhor forma de verificar se os níveis de qualidade prometidos estão ocorrendo realmente. Esta prática é fundamental para garantir a transparência e eficiência de Quality Assurance.

Vale ressaltar que o assessment interno não deve ser realizado por nenhum dos colaboradores envolvidos nos processos. 

3 – Estabeleça uma Cultura de Qualidade

Uma cultura de qualidade facilita a escolha da metodologia e das ferramentas de Quality Assurance. Além, é claro, de estabelecer o foco na capacitação dos profissionais e melhora do nível de qualidade dos produtos e serviços. 

Se a sua empresa não estabelece a qualidade com foco no cliente como prioridade interna dificilmente as estratégias e normas de QA serão aplicadas de forma eficiente.

Saiba mais: O QUE É CULTURA DA QUALIDADE?

4 – Automação 

A tecnologia é uma ótima aliada na garantia de qualidade dos processos. A automação de testes, por exemplo, é uma das práticas mais recomendadas de QA. É importante, no entanto, ficar atento às inovações tecnológicas e reflexos das implementações de mudanças nos processos.

Afinal, alterações para solucionar falhas podem gerar ocorrências de novos bugs. A dica, portanto, é ficar atento às ferramentas de automação e realizar simulações sempre que possível. Podemos notar, por fim, que a tecnologia pode otimizar e agilizar o gerenciamento de Quality Assurance.

5. Teste continuamente

Falando em automação, naturalmente devemos pensar em Continuous Testing. Você já ouviu falar nesse conceito? 

Continuous Testing consiste em inserir testes e validações de qualidade ao longo de todo o Ciclo de Desenvolvimento de Software. Altamente baseada em automatização de testes, essa prática tem como objetivo ajudar a acelerar suas entregas sem de fato perder qualidade.

Veja também: Como O Uso Da Metodologia Ágil Pode Ajudar Na Transformação Digital Das Empresas.

Por que utilizar Quality Assurance

Como mencionamos anteriormente, a qualidade dos serviços e produtos digitais é um fator básico para competir no mercado atual. A consequência direta, portanto, do QA é a melhora na experiência do usuário, aumento do Lifetime Value (métrica que mensura o valor de um cliente para uma empresa ao longo do seu relacionamento com ela) e queda nas taxas de churn.

Outros benefícios de implantar uma cultura de Quality Assurance:

  • Aumento da confiança dos usuários;
  • Queda na ocorrência de bugs e falhas;
  • Redução de custos operacionais;
  • Aumento da produtividade;
  • Melhoria na qualidade dos produtos/serviços;
  • Documentação de dados, informações e desenvolvimento.

Com as informações deste artigo e o auxílio da Sofist você já está pronto para implantar estratégias de Quality Assurance!

Leave a Reply